SHIFTING, WITH MY VOICE

Dança | Coreografia: Lulu Sala | Intervenção de: Gonçalo Mabunda e Melita Matsinhe

26 Jul 18h00
SHIFTING, WITH MY VOICE

A minha voz é o meu corpo, e vice versa.  A minha voz é a minha respiração, é a escultura, é o batimento do meu coração, é o respirar das máquinas, é a letra da minha música,  é o beat criado na madrugada. Essa mesma voz tem alma, tem sentimentos e precisa ser ouvida. Muitas vezes, ela muda de direcção, dependendo da conjuntura. Por vezes, muda de forma natural, por vezes de forma forçosa. Mas ela tem alma e tem sentimentos. Ela pode ser quebrada, calada, espezinhada e ameaçada de varias formas, mas ela tem alma e tem sentimentos. Deixe me fazer valer a minha voz, seja ela feita de corpo, de ferro, de aço, de beats, lápis ou de amor...