SER SOCIAL

Debate & Imagem - Perspectivas sobre a Protecção Social em Moçambique / Evento em parceria com a União Europeia

24 Abr 18h00
SER SOCIAL

Handicap Internacional
Plataforma da Sociedade Civil
Fotógrafos: Yassmin Forte e Ricardo Franco

Discrição:

Em Moçambique, metade da população vive abaixo da linha nacional de pobreza e vê-se mais do que nunca a necessidade de estender a cobertura do Subsídio Social Básico a mais famílias.

Entre 2010 e 2014, o número de beneficiários do subsídio aumentou praticamente para o dobro. Mesmo assim, apenas 15% das famílias são abrangidas e, para as que são, continua a não ser suficiente. Esperamos que num futuro breve o subsídio chegue a mais famílias pobres e vulneráveis.

O activismo tem sido a chave para que mais grupos vulneráveis sejam abrangidos por iniciativas de protecção social. Estar em contacto com as pessoas no terreno para escutar e conhecer as suas perspectivas sobre a realidade na qual vivem é fundamental para compreender as necessidades e desafios que enfrentam no quotidiano. A categorização de níveis de pobreza e vulnerabilidade acabam excluindo grupos de pessoas que também precisam de protecção social.

Alguns acham que a pobreza é ligada a falta de atitude das pessoas e imputam a responsabilidade ao individuo! Como chegar a um consenso sobre a natureza da pobreza sem ter que definir quem é o pobre que merece e quem não merece? O que dizer sobre o papel distributivo do estado moçambicano para garantir o bem-estar do cidadão através de um mecanismo eficiente e justo de redistribuição do excedente social.

A Handicap Internacional e a Plataforma da Sociedade Civil apresentam dois projectos diferentes ao encontro de soluções que reforçam a importância do activismo e das acções de auxílio social.

Yassmin Forte e Ricardo Franco são, de certa forma, activistas que dão a voz através da imagem retratando momentos da vida das pessoas com uma conexão emocional.