Inauguração da Exposição "Vidas Sem Espaço"

de Tchalata

7 Jun 18h00
Inauguração da Exposição "Vidas Sem Espaço"

Tchalata (Aniceto Leonardo Banze)

Nasceu em Maputo a 7 de Junho de 1981. É licenciado em Psicologia Infantil (Educador de Infância) pela Universidade Pedagógica, depois de fazer o curso técnico-médio  de Desenho Gráfico na Escola Nacional de Arte Visuais. Frequentou ainda várias acções de formação artístico-profissionais em Moçambique na Suazilândia, algumas delas com professores e artistas renomados, moçambicanos e estrangeiros.
Para além da criação artística, que desenvolve no seu atelier na KaTembe, do outro lado da baía de Maputo, Tchalata dedica-se ao ensino, sendo professor de educação visual, ofícios e iniciação artística em alguns estabelecimentos de ensino da capital moçambicana.

ALGUMAS APARIÇÕES PÚBLICAS

- Participa com regularidade na Bienal da TDM (2005, 2007, 2009, 2011, 2013 e 2015)

- Seleccionado anualmente pela Escola Nacional de Artes Visuais (ENAV) para a Exposição Anual Colectiva (de 1999 a 2005, na Mediateca do BCI); na ENAV foi convidado a leccionar cerâmica e desenho, expondo depois como docente em 2012 e 2013 no Instituto Camões  e  na Fortaleza de Maputo.

- É membro fundador da Oficina Pedagógica da Universidade Pedagógica, que integra entre 2008 e 2011.

- Mentor do novo logótipo de luta contra o HIV/SIDA com o slogan “Saber é Viver”, usado em escolas públicas da cidade de Maputo, trabalho envolvendo a Fundação Clarisse Machanguana.

- Fundador, coordenador e promotor das Oficinas de Artes “Tchalata e Amiguinhos”, “Museu vai à Escola” e “Sábados de Arte”, entre outras.

Exposições Individuais

- O Desejo de ser Criança”, Centro Cultural Brasil-Moçambique 2006;

- Experimentar…Construir, Centro Cultural Franco Moçambicano 2008;

- Brincar e Fantasiar,Centro Cultural Brasil – Mocambique 2009;

- Reciclar Como Forma de Preservar o Ambiente, Museu Nacional de Arte 2015.

Prémios

- Menção honrosa Descoberta “Sem titulo” Instalação2009;

- 1° Prémio FUNDAC “Tumultos”no Domínio de Desenho 2008;

- Menção honrosa MUSART Intitulada: “Polana Caniço/ Maxaquene- Reflexão” Instalação2006;

- Menção honrosa Bienal TDM Intitulada: “Caminho a Educação da Mulher e Rapariga”Desenho 2005.