TEATRO "MIMA / PEDRAS"

Dramaturgia e encenação: Rogério Manjate / Interpretação: Sufaida Moyane

7 Dez 18h00
TEATRO  "MIMA / PEDRAS"

É um espectáculo dedicado ao público infantil e jovem. Este espectáculo é 2 em 1.
A primeira parte chama-se Mima e é para crianças a partir dos 4-5 anos.
Quando é para um público a partir dos 10-11 anos, apresenta-se todo o espectáculo Mima/Pedras.
O solo MIMA/PEDRAS é uma narrativa ficcional, íntima e pessoal, que a Sufaida Moyane partilha com o público, à volta de temas tão complexos e delicados como a sexualidade e o abuso sexual.

A encenação de Rogério Manjate mistura deliberadamente vários estilos e linguagens em busca do equilíbrio entre o texto, o físico e o visual, à procura de uma teatralidade particular. E trata deste tema com a delicadeza necessária para que um público infantil e jovem se divirta vendo, e ao mesmo tempo ganhe consciência no assunto. O corpo. A sexualidade. Os bons toques. Os maus toques. A violência sexual.

1. MIMA é tecida de pequenas histórias, fragmentos de memórias de infância de uma menina que só queria brincar: o jogo, a invenção, a fantasia, os sonhos... MIMA também encerra a trajectória da transformação do corpo que a puberdade provoca. O peito cresce, as ancas e o rabo se insinuam... e todos os porquês. 

2. PEDRAS: Mas antes mesmo da MIMA desfrutar da metamorfose, chegam as PEDRAS com os seus olhares e mãos longas... impõem-se. E torna-se muito difícil de perceber o que se passa, e de fugir... porque a violência é perpetrada pelas pedras do jardim de casa.
MIMA/PEDRAS move-se entre a infância e a adolescência interrompidas e que geram uma mulher feita às pressas, que guarda os seus medos debaixo do tapete, da cama.

 

Ficha técnica

Dramaturgia e encenação: Rogério Manjate

Textos: Sufaida Moyane e R. Manjate e ainda excertos de Medeia, de Eurípides e Combate do Negro e de Cães, de Bernard-Marie Koltès.

Interpretação: Sufaida Moyane

Figurinos: Sara Machado da Graça

Músicas: Rio de Janeiro – Egberto Gismonti e Naná Vasconcelos. A Pedrinha Cai – Egberto Gismonti. Dançando – Egberto Gismonti e Naná Vasconcelos. Dom Quixote – Egberto Gismonti e Naná Vasconcelos

Fotos: Nyani Quarmyne 

Duração: 40 minutos (20+20)